Soldagem de plásticos

Em muitas áreas, como na indústria automobilística, no setor do consumidor ou na medicina é importante uma união de plásticos eficiente e precisa. A título de exemplo, os indicadores de direção em automóveis, a carcaça de ferros de passar roupas ou filtros de diálise são produzidos através da união de plásticos.

Há vários procedimentos para isso. Os plásticos podem ser ligados, por exemplo, com adesivo. A vantagem: Não apenas os termoplásticos (plásticos termoformáveis), mas também a maioria dos outros plásticos podem ser firmemente colados desta forma. Também existem desvantagens, como o longo processo de endurecimento.

Soldagem térmica

Na soldagem térmica, os termoplásticos são fundidos e unidos por pressão adicional. O pré-requisito para a fusão é sempre o calor, que é gerado de diferentes maneiras. Na soldagem a gás quente, por exemplo, o ar quente do equipamento de soldagem providencia a fusão.

Soldagem por infravermelhos

A soldagem por infravermelhos funciona através de radiação infravermelha (luz com um comprimento de onda de 780 nm até 1 mm; não visível para humanos). Deste modo, os plásticos são aquecidos pela radiação, fundidos e, em seguida, unidos.

Soldagem a laser

A soldagem a laser é também um procedimento de soldagem térmica. No processo, o raio laser é focalizado em um único ponto. A elevada energia do raio produz calor que funde os plásticos, para que depois estes possam ser unidos.

Soldagem por ultrassom

A soldagem por ultrassom utiliza ondas de som com uma elevada frequência (onda ultrassônica entre 20 a 70 kHz). As ondas de som são introduzidas nos plásticos e, desta forma, produzem calor. A soldagem de plásticos por ultrassom tem muitas vantagens em comparação com adesivos ou métodos de soldagem convencionais: É econômica, altamente precisa, não requer outros meios auxiliares e é eficiente em termos de custo. Além disso, são produzidos cordões de solda exatos e replicáveis que não precisam ser retrabalhados.

Como soldar corretamente?

A soldagem ocorre através da produção de calor. Por isso, apenas plásticos que são deformados pelo calor podem ser utilizados (termoplásticos). Na soldagem por ultrassom, o calor é produzido através de vibrações mecânicas (ondas ultrassônicas). Estas excitam as cadeias de moléculas nos plásticos e o calor de fricção é produzido. Isto causa a fusão. Sob pressão adicional, os materiais podem ser unidos com precisão.

O que é necessário para a soldagem de plásticos por ultrassom?

Um gerador converte a frequência de rede em alta frequência. Esta é convertida em vibrações mecânicas no conversor. A própria ferramenta de soldagem, o sonotrodo, que é adaptado individualmente à peça de trabalho a ser soldada, introduz a vibração na área de união. O material aquece e derrete nos pontos de contato das peças. As peças a serem soldadas também devem ter um contorno de solda que corresponda ao tipo de material e às exigências para a união de soldagem.

Downloads

FUNDAMENTALS OF PLASTICS
AUTOMAÇÃO, AUTOMOTIVO, CONSUMIDOR, ELETRÔNICA, MÉDICO pdf 2 MB pdf 944 KB pdf 1 MB pdf 946 KB pdf 1 MB pdf 2 MB pdf 397 KB
Alguma pergunta?
Estamos aqui para você
[Translate to Brasilien - Portugiesisch:]